terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Reflexões... [ou depoimento da ex-gorda?!]

Hellooo ppl.


Então... a maior parte dos coments do post de ontem, tiveram a ver com amadurecimento né?

Mas qdo eu disse que a punk ainda vive aki, não significa q eu volte a ter um moicano, ou q mude de cor de cabelo toda semana com antigamente, tem mto mais a ver com o q eu sou, da maneira como eu me comporto, com a atitude q eu tenho.

Aquela Michelli que fazia o q dava na cabeça, q vestia roupa rasgada, que andava com um pé de cada all star de uma cor ainda tá aqui, mas tava presa numa capa de gordura, q a fez se diminuir sem perceber...

A gordura me limitou, no meu jeito de vestir, de andar, de falar... de ouvir música, de ver shows... de tudo.. eu me distanciei de tudo, e de muitos.

Inconscientemente... eu fui largando meus próprios gostos pelo caminho, e fui preenchendo tudo com comida... credo!

Como e pq eu fiz isso? Boooa pergunta.

Não consigo nem saber o q eu procurava, pq eu achava q não era feliz ou q nao era inteira, ou q nao era magra msm. #aloka.

A proximidade dos 30 me faz repensar tantas coisas... os amores q eu achava q tinha vivido até conhecer meu marido; o irmão que a internet me deu há 13 anos... q eu não sei por onde anda e  q tem um influencia tão grande em parte do q eu sou q não sei pq nos desgarramos...; pq eu preferi a vida do anonimato ridículo do q a era em q eu fui tão popular... e a gordisse, pq me deixei ser seduzida e abduzida por ela.

Ultimamente me sinto renovada... pelas pessoas que encontrei nessa saga do emagrecimento, (vcs ai q a gente se fala o tempo todo pelo twitter ou por e-mail), passei os dois ultimos dias, ouvindo tooodas as músicas q fazem parte de um passado não muito distante, mas aquele passado onde parei magra e dei um salto até a gordisse.

Fico me perguntando pq eu mesma paguei pra me empanturrar, pq parei de dançar, pq parei de andar de patins, pq parei de estudar russo... e a desculpa era de q eu sou geminiana, e q gente desse signo é loka msm, mas não... parei pq em algum momento alguma coisa deu errado e ao invés de resolver eu fui me afogar em chocolate, coca-cola ou mc donalds e comi tanto que esqueci o que tinha que resolver.

Emagrecer; tomar uma atitude tbm significava resolver essas coisas perdidas no tempo e no espaço... retomar o q nos aborrece, ou o q nos bloqueia faz parte do processo e a gente precisa chegar num ponto em q vem aquele click tem q encarar tudo.

Quantas dietas doidas eu fiz e emagrecia 3kg, voltava pro junk food e engordava 5kg sem ver... pq? Pq eu não keria resolver o q eu deixei pra trás eu queria (msm q insconscientemente) mascarar as coisas q eu deixei pra trás... admitir q EU me deixei pra trás, e sem um motivo real; concreto que justifique o pq.

A 'magricidade' tem me trazido tantas coisas boas e ruins pra resolver de volta, que me sinto feliz, por poder voltar atrás e dar os pontos finais necessários em alguns lugares e dar um gás em outras coisas q eu nem pensava em fazer.

E eu acredito tbm q assim como gente q não põe certas coisas pra fora, transforma (psicossomatiza) as coisas em doença... acho q eu ao invés de ficar literalmente doente, fiquei é gorda msm, tá chateada come, tá pseudo-feliz come... sai com o namorado come, faz uma comemoração come... pq? desde quando a vida é resumida em comer?

Ser magra é mto mais do q não ter essa pança de banha, ou não ser mais ofegante com 3 degrauzinhos de escada, ou ainda só evitar comer junk food, tem muito a ver com o estado de espírito... e libertar esse espírito depende de resolver tudo aquilo que aprisiona a gente no ato de nos afogarmos em comida.

Chega, né.
Um bjo

P.S: levei o dia todo pra concluir esse post. E, nas linhas finais, agora pouco, meu irmão da internet desgarrado, me deu um sinal de vida, obgd.

**Resumo: café da manhã: um pedaço de bolo prestígio #mejulguem

Lanche: banana

Almoço: Herbalife (shake)

Lanche: banana (soh tenho essa fruta fzr oq.)

Janta: Provavelmente sopa.

AF: 15 minutos matinais, provavelmente + 15 noturnos.


8 comentários:

  1. é Chará, concordo em muito o que disse aqui..

    ResponderExcluir
  2. Falou e disse tudo. Dá vontade de imprimir seu texto e pregar na testa. Parei com coisas diferentes (sou pisciana, hehe...), mas parei de ser "eu" pra virar o que esperavam de mim. Mudar isso não é fácil. Mas hei de conseguir. Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Sabe Mih, eu vejo esse processo de emagrecimento também como um momento de mudança interna, de reorganização e de reflexão até porque não acredito em corpo separado de mente. Esse seu questionamento com os porquês também é o meu. Tem horas que a gente deixa a vida levar a gente e isso acaba tirando de nós o direito da escolha, de dizer sim e não. Como psicóloga, acredito demais na cura pela fala e acho importante colocarmos para fora o que nos perturba, assim a gente consegue resignificar as nossas experiências anteriores. Gostei do seu post, me fez pensar muito. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Mih, será que é o twitter que tá deixando a gente tão em sintonia assim?haha
    Assim como você eu me impus barreiras e fui simplesmente matando quem eu era e olha, pra ressuscitar achei que fosse ser a maior luta. Mas não.
    Tem sido um processo tão natural!
    E acho bonito ver todo esse lado psicológico do seu emagrecimento também, é essa a tecla que eu bato do "se nada mudar por dentro é mais difícil mudar por fora", não tem como por pra fora algo que a gente não é, não seria natural!

    E acredito que depois de tanta reflexão a Mih esteja pronta pra sair dessa casca a cada dia mais!;)

    Beijo beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi Mih, como vai flor?
    Tô tentando adicionar teu endereço no meu blogroll mas o gadget não aceita de jeito nenhum... não sei o que tá acontecendo, mas tô te seguindo, tá?

    Beijos!♥

    ResponderExcluir
  6. Boa dica! Vou procurar na livraria... Obrigada ,lindona!

    ResponderExcluir
  7. Claro, Mih, por favor! michelly.franciny@hotmail.com Obrigada. é bom que já fica com meu contato ;D

    ResponderExcluir

Fala ai: